Solving libtool error on Gentoo

First post in english , why?

  • This is an international issue,  a “bug” during the Gentoo update process;
  • I want to be found by Google searches.

Everything begins with a not good idea, trying to update my Gentoo box. A simple task, except for broken dependencies errors generated due the change of some libraries versions and 2 days of compilation+errors. 😛

After running emerge -ap –newuse –deep –update world, all is need to do is sit and wait. Just in theory haha.

Things was getting annoying when some ebuilds were complaing about .la files that has been removed from the system (libtool: link: `xxx/xxx/archive.la’ is not a valid libtool archive), even the use of revdep-rebuild couldn’t fix the problem, I have to use –skipfirst parameter to delay errors while searching for a solution. According to the gentoo-devs and this bug report (with a funny discution. See the number of duplicated bugs too), it’s ok if some .la files are deleted finishing with a broken system…

What’s not well reported at all, is that a simple package could fix it (also can be found in previous bug report link), lafilefixer. To repair, just run the following commands:

1. To install package
# emerge lafilefixer

2. Running and fixing broken libraries
# lafilefixer –justfixit

After that, things were fine =)

Anúncios

Suavizando fontes no Gentoo

Estive passeando pela web e descobri uma forma de melhorar a apresentação das fontes rm telas de LCD, apesar de não ter percebido nada de errado até que realizei os passos…

Tudo está descrito neste post: http://blog.yporti.com/2009/08/ativando-suavizacao-de-fontes-no-gentoo-e-debian/

Realmente melhorou muiiiito, ta tudo mais bonitinho =)

 

SkyChart/Cartes du Ciel no Gentoo

Existem alguns programas que não estão na árvore oficial do Portage no Gentoo. Alguns programas possuem ebuilds criados por terceiros e estão em outros repositórios, chamados Overlays.

Para adicionar estes Overlays, utiliza-se o layman, que facilita o gerenciamento destes.

1. Instalação:
# emerge layman

2. Preparando as coisas…
# echo “source /var/lib/layman/make.conf >> /etc/make.conf”

3. Visualizando os Overlays:
# layman -L

4. Adicionar a overlay necessária:
# layman -a ‘nome_da_overlay’

Para o caso (como o meu) em que o repositório que eu procurava não foi listado com o passo 3, há alternativa:
# layman -f -o ‘url_do_repositorio’ -a ‘nome_da_overlay’

* * * * * * * * * *

Agora, voltando ao assunto do post, podemos instalar o SkyChart (http://sourceforge.net/projects/skychart/) no Gentoo:
1. Baixando os arquivos do repositório alternativo:
# layman -f -o http://github.com/downloads/monoid/gentoo-astronomy/astronomy-layman.xml -a astronomy

2.Usando normalmente o emerge:
# emerge skychart-bin

Automount Pendrive I

Opa! Seguindo com mais um post sobre Linux, montando pendrives automaticamente, pelo “pcmanfm”, o gerenciador de arquivos do LXDE.

O procedimento não é dificil, o diferencial é a utilização do UUID (http://en.wikipedia.org/wiki/Universally_unique_identifier) nas opções de montagem do /etc/fstab.

A situação minha era a seguinte: sempre que coloco um dispositivo USB, o sistema automaticamente o identifica como “/dev/sdb1”, os seguintes como “/dev/sdc1” e assim por diante. O que gera um problema na geração da instrução de montagem para o fstab, que fica associada a ordem com que o dispositivo é colocado. Uma típica instrução do arquivo fstab tem o formato DEVICE – MOUNTPOINT – FILESYSTEM – OPTIONS – DUMP – CHECK, como descrito no exemplo:

/dev/sdb1 /mnt/pendrive/ auto defaults 0 0

A solução que encontrei foi associar o dispositivo que seria montado pelo UUID que é um identificador único e que faz referência aos dispositivos exibidos na pasta /dev. Para encontrar este número, usamos o comando ‘blkid’

botto@parsec# blkid
/dev/sda1: UUID=”A345FG-12HHJ” TYPE=”ext2″
/dev/sda2: UUID=”ABCD-EF123″ TYPE=”jfs”
/dev/sdb1: UUID=”BLABLA-BLABLA” TYPE=”jfs”

Em seguida substituir o caminho do dispositivo /dev/* por UID=”xxxx” no arquivo /etc/fstab. Tomando como exemplo os trechos acima:

Substituir

/dev/sdb1 /mnt/pendrive/ auto defaults 0 0

Por

UUID=BLABLA-BLABLA /mnt/pendrive/ auto defaults 0 0

A desvantagem do método é que você fica restrito a montagem de dispositivos específicos, os demais dispositivos ainda precisam ser montados manualmente, mas isso pode ser driblado utilizando-se dos dois métodos ao mesmo tempo.

Hackear o Windows

Opa! Mais um post-hacking no Blog.
A instrução é para apagar a senha de qualquer usuario do Windows através do Linux.

Para as operações abaixo, foi utilizado um LiveCD do Linux Mint:
1. Assim que o sistema for inciado, deve-se instalar um aplicativo que irá trabalhar com os arquivos de registro do Windows, chamado CHNTPW (http://pogostick.net/~pnh/ntpasswd). Para o caso das distibuições Debian-like, o comando apt-get faz o serviço:

apt-get install chntpw

3. Com o CHNTPW instalado, monta-se a particao do Windows em algum lugar, geralmente na pasta /mnt. Outra coisa é observar a partição que o windows estará instalado (sendo ele o unico S.O. instalado, estará em sda1), além do sistema de arquivos utilizado, que nas versões mais recentes tem sido a NTFS:

mkdir /mnt/windows
mount -t ntfs /dev/sda1 /mnt/windows

4. Acesse a partição do Windows e caminhe ate o diretório onde ficam localizados os arquivos SAM: ‘systemroot/Windows/System32/config’:

cd /mnt/windows/Windows/System32/config

5. A seguir, chega o momento de resetar a senha de determinado usuario, utilizando o CHNTPW:

chntpw -u USERNAME SAMFILE

6. Aparecerá este menu, com algumas opções. Escolha aquela que lhe for conveniente:

– – – – User Edit Menu:
1 – Clear (blank) user password
2 – Edit (set new) user password (careful with this on XP or Vista)
3 – Promote user (make user an administrator)
4 – Unlock and enable user account [probably locked now]
q – Quit editing user, back to user select

7. Para apagar a senha, basta teclar 1 e confirmar. Depois é só reiniciar a máquina e sorrir =D

Convertendo .flv em .mp3

1. Download do youtube-dl pelo gerenciador de pacotes da sua distro.

2. Baixando um vídeo do YouTube usando o programa:
youtube-dl http://www.youtube.com/watch?v=IszBOXGRe7w

3. Converter o arquivo .flv para .mp3, usando o ffmpeg.
­ffmpeg -i IszBOXGRe7w.flv -ab 64k -ar 22050 music.mp3

4. Sobe o som!

É isso, siga a sugestão do video, Shosholoza!!!

Recuperar GRUB no Linux

Perdi meu GRUB!!! O que fazer?

1. Provavelmente, você precisará de um LiveCD ou coisa que lhe permita reinstalar o grub;

Atendendo as exigências do passo 1:
2. Criar uma pasta no ambiente do LiveCD para que o sistema de arquivos seja montado:

# mkdir /mnt/linux

3. Montar o sistema de arquivos raíz dentro desta nova pasta (por exemplo, /dev/sda1):

# mount /dev/sda1 /mnt/linux

4. “Acessar” esta partição montada, através do comando chroot

# chroot /mnt/linux

5. Executar o comando grub, isto o levará a linha de comando para inserir instruções específicas do Grub. Neste ponto faça a sequência abaixo:

#grub

find /boot/grub/stage1
root(hda?,?)
setup(hda?)

“?” corresponde aos números da partição onde está instlado o GRUB, os valores devem ser usados baseando-se na saída do comando “find”

6. Reinicie a máquina e seja feliz =)

Anúncios